Yara Cianci, arquiteta especializada no segmento destaca que hoje o fundamental é usufruir dos recursos que o cliente realmente vai utilizar, evitar supérfluos

YaraA cozinha é o coração da casa, o local onde a família e os amigos se reúnem para degustar pratos especiais, conversar, estar juntos… O projeto deste ambiente vem sendo cada vez mais valorizado, e o espaço passa a receber um investimento cada vez maior, seja pela tecnologia dos armários, eletrodomésticos, acessórios e de todos os elementos que agrega, ou pela necessidade de um planejamento apurado. Há muitas pessoas projetando cozinhas e poucos acertando.

Segundo a especialista em projetos de cozinha, Yara Cianci, hoje nos projetos de cozinha é preciso valorizar mais os recursos que o cliente realmente vai utilizar, evitando supérfluos. “Cada cozinha é única. Deve ser personalizada ao máximo em função do perfil de quem irá utilizar, por isso, o projeto precisa valorizar a circulação, conter acessos racionais e harmonia para um bom resultado final”, explica Yara.

O Arquiteto ou Designer de Interiores deve estar muito atento aos mínimos detalhes, como  o local para colocar os temperos, se terá uma lixeira ou triturador para o lixo, deve ter uma cuba de bom tamanho, gavetões para panelas, uma boa coifa, entre outros elementos. Além disso, é preciso realizar um estudo sobre a maneira como o espaço será utilizado, considerando a circulação e a ergonomia, reduzindo o número de passos e facilitando cada tarefa realizada na cozinha. Analisar quem vai utilizar a cozinha a maior parte do tempo com ergonomia proporcional.

Hoje também é essencial usufruir de tecnologias que facilitam as tarefas, seja nas ferragens e acessórios dos armários, dos equipamentos, ou mesmo da automação – “hoje mais acessível, quem puder usufruir, terá grandes recompensas”, diz Yara.

A organização começa na elaboração do projeto, que deve prever locais práticos e corretos para armazenamentos. “A praticidade e a funcionalidade são o resultado final de um bom projeto”, completa Yara. Outra importante preocupação é a manutenção, e neste sentido, Yara recomenda que seja analisado o material adequado para cada tipo de utilização do ambiente. “O ideal é utilizar produtos que resistam ao tempo, como as superfícies da Corian, os painéis da Pertech e as ferragens da Blum”, finaliza Yara.

Um design bonito é muito importante, mas também deve resistir ao tempo e não pode estar dissociado da ergonomia, resultando em proporção visual, não cansativa ao longo do tempo. Uma cozinha bem elaborada: prática, funcional, estética agradável, leve, com boas ferragens, bons materiais, bons eletrodomésticos, pode resistir uma vida toda, principalmente se tiver uma boa coifa.

Yara Cianci participa do Fórum “Projetos de Cozinhas que encantam os Sentidos”, com datas programadas para os dias 25 de agosto, 08 de outubro e 12 de novembro, exclusivamente para arquitetos e designers de Interiores, no Funcadi: Rua Almirante Pereira Guimarães, 314, Pacaembu, em São Paulo. O evento conta com o patrocínio Master da Corian e da Pertech, patrocínio da Blum e da Infinita Surfaces.

Sobre Yara Cianci – Yara é arquiteta especializada em projetos de cozinhas há mais de 30 anos. Ministra cursos e palestras sobre o assunto. Participou das mostras da Casa Cor, Casa Brastemp, Boa Mesa Prazeres da Mesa, Boa Mesa Gula, Gula Design. Visita frequentemente a Eurocucina, em Milão desde 1994, onde já trabalhou por duas edições para empresas especializadas em cozinhas. Realiza projetos em parceria com profissionais como: João Armentano, David Bastos, Angela Tasca, Brunete Fraccaroli, Sig Bergamin, entre outros.

Serviço:
Arquiteta Yara Cianci /  yaracianci.blogspot.com.br